5° dia Jejum da Restauração das Portas

Categories: Ministério

SEXTA-FEIRA: 06/03/15

Salmos 122

“…nossos pés já se encontram dentro das tuas portas, ó Jerusalém…”

O Rei Davi já havia conquistado uma cidade no alto dos montes, e, ali estabeleceu o seu palácio.
Era uma ordenança de Deus que todas as tribos de Israel se reunissem em Jerusalém três vezes ao ano para adorarem no templo, receberem uma palavra de ensino, e, instruções para suas famílias. Por serem milhares de pessoas, elas eram organizadas em equipes que se revezavam. Desta forma, constantemente o Rei Davi, do seu palácio, no alto do monte, apreciava as estradas, constantemente cheias de caravanas,
que subiam à pé, com seus anciãos, homens, mulheres, jovens, adolescentes e crianças para adorarem ao Senhor no templo. Esta cena foi a inspiração do Rei para escrever este Salmo poético.

Israel sempre foi um povo abençoado, até os dias de hoje, porém, um dos segredos fundamentais era que eles davam valor ao compromisso de marcarem suas vidas, pisando nas terras de Jerusalém, dentro das portas da terra bendita. Hoje, existem tantas pessoas dizendo que são de Deus, mas, resistem na sua própria carne ao compromisso de firmarem seus pés em Jerusalém (Casa de Deus), vivendo de lá para cá, negociando
a honra de estar no aprisco que Ele escolheu para que lhe fossem oferecidos cultos, pelo menos uma vez na semana. Estar com nossos pés dentro das portas de Jerusalém (Igreja), faz toda a diferença, porque no território de Jerusalém é ordenada paz e prosperidade (vs.7) sobre os que têm compromisso de lá estar.

Como recompensa, qualquer porta é liberada a nosso favor, fazendo grandes testemunhos de ação de graças ao Senhor (vs.4).

PRÁTICA: Seus pés tem compromisso dentro das portas de Jerusalém, ou, você negocia este princípio? É tempo de refletir, e, se preciso, restaurar a aliança que eu tenho com o meu aprisco, pois, como conquistar vidas e as tornar saudáveis, se, nós mesmos não formos exemplo?

Author: admin

Deixe uma resposta