… e disse o Senhor a Abraão: – Sai da tua terra, da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que Eu te mostrarei. (Gên 12:01)

Assim aconteceu conosco: eu Leila e meu esposo Paulo Fernando fomos impulsionados por Deus, que através de uma Empresa Multinacional nos enviou uma proposta irrecusável para que deixássemos nossa cidade, nossos pais e com 03 crianças pequenas (Marcus Fernando de 04 anos, Débora Fernanda de 02 anos e Paulo Fernando de 21 dias) nós nos transferiríamos nossa residência para Mogi das Cruzes, São Paulo, cidade do interior que fica a 434 km do Rio de Janeiro e a 45 km do Centro de São Paulo.

Chegando a terra que o Senhor nos designou a congregar na denominação onde eu havia servido a Deus desde que nascera conquistando assim meu marido para Jesus.

Ao chegarmos à Igreja, nos deparamos com uma cena que marcou nossa história, havia presente à reuniões cerca de 10 a 15 pessoas. Sem nenhuma dificuldade de servir a Deus, propusemos no coração reverter aquela história, visto que fomos informados de que aqueles que pertenciam a Igreja estavam espalhados como ovelhas sem pastor.

Arregaçamos as mangas e iniciamos uma programação alegre e descontraída, com objetivo de atrair os desviados. Assim em 06 meses estávamos como a Igreja Viva em plena ação, sendo nosso objetivo agora atrair as vidas perdidas que nunca tiveram um Encontro com Deus.

A PERSEGUIÇÃO

Toda esta movimentação do Espírito Santo começou a incomodar o inferno, que usou a tática de levantar opositores no meio do rebanho que na época era monitorado por um Vice-moderador. A perseguição foi grande a ponto do púlpito ser usado para nos agredir verbalmente.

Em silêncio agora, sem direito algum de se defender, orávamos por direção definida do Senhor do que fazer com nossa família em meio aquela circunstância. Durante 02 anos o Espírito Santo trabalhou em nós, amadurecendo para planos futuros que há 06 anos passados, na gravidez de meu segundo filho Marcus Fernando (vaso usado na mão de Deus para conversão de meu esposo), o Senhor usara a irmã Luzia, profeta da Igreja Assembléia de Deus, de Austen, Rio de janeiro, para declarar que:

“… Os levarei para uma cidade distante daqui, para pastorearem um rebanho que eu já tenho preparado para vós, com uma Unção Inovadora que atrairá muitos, e os vossos filhos serão os precursores em unção dobrada para irem mais além do que levarei a vós.

Muitos não entenderão o Meu mover, porém Eu farei, te levantarei como pastora neste rebanho (que mistério era aquele, há 32 anos passados não se falava em unção pastoral para mulheres, ainda mais sendo profetizada por uma profeta assembleana, era de se duvidar da veracidade da profecia).”

Meu marido que só visitava a Igreja até o presente momento, ouvindo aquela profetisa bem negra, falando na língua do Espírito Santo, comparou-a a língua dos espíritos das trevas a quem sua mãe servia.

Estávamos indo embora quando a profeta convida meu esposo a receber uma oração e como Saulo de Tarso, no caminho de Damasco, ali, naquele lugar, ela impôs as mãos em sua direção e ele perdeu totalmente a visão, caindo de joelhos, recebe a profecia:

“Contempla esta luz, não é a mesma que os espíritos malignos cercam sua geração, servem e nem esta língua que você ouviu é aquela que esta na boca de sua mãe. Eu sou Santo, o Único Deus Verdadeiro, que enviei meu Filho para te resgatar das trevas em que vives.

Foste escolhido desde o ventre para ser Meu, pois de ti me enamorei. Te levarei a um lugar que tu não conheces e nunca pensaste que existia, te entregarei um povo grande que já tenho designado para que tu pastoreies.

Contemple esta chave (e ele com os olhos baços como se escamas tivessem dentro deles, contemplou um molho de chaves), Eu te entregarei nas mãos e a porta que tu abrires ficará aberta e a que tu fechares em Meu nome ninguém abrirá! Grande será este mistério.”

UMA DECISÃO

Quando não souberes para onde ir: “E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda.” (Isaías 30:21)

Agora estávamos diante de um dilema, como seria isso? Dependeria de tomarmos alguma atitude ou teríamos que esperar Deus assim fazer.

Deus realmente fez, usou o nosso pastor para numa visita nos levar a tomar a decisão de se retirar a fim de não ferirmos as doutrinas da Convenção . Durante alguns meses nos reunimos em família em nossa sala de casa com mais um casal que também viera do Rio de Janeiro: Alzenir e Messias, e entendíamos que o sonho do coração do Pai era ter uma grande família onde todos os filhos se pareciam com Jesus, iniciamos uma Evangelização com as crianças do bairro e o trabalho foi tomando proporções que foi necessário investirmos em materiais que trouxessem mais conforto dos participantes.

A perseguição continuava pois não podíamos deter o povo que o Senhor nos enviava: drogados, alcólatras, prostitutas, povo que a sociedade desprezava e este era nosso maior prazer, saber que nossos filhos na fé, estavam andando na verdade (III João 3) e nosso alvo não eram os que faziam parte de algum rebanho, eram as ovelhas que nunca tiveram pastor.

UMA COBERTURA

“Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver.” (Hebreus 13:7)

No início tivemos total apoio da Igreja Maranata do Rio de Janeiro, na pessoa do Pastor Paulo Brito, que ungiu o Pastor Paulo em 1984, num domingo especial no qual estávamos reunidos no auditório da Rádio Boas Novas no Rio de Janeiro, No ano seguinte, não conseguindo pela distância pela distância, o Pastor Paulo Brito nos abençoou a fim de que pudéssemos caminhar sozinhos. Desde então temos realizado a obra que o Senhor nos confiou às mãos, como ministério independente desde 13 de junho de 1985, como Comunidade Evangélica Maranata e como MEMBRA – Ministério Evangélico Missionário Brasileiro.

QUEM FOMOS

Ao longo dos anos, com muito trabalho e dedicação ungimos 27 pastores que por um bom tempo somavam conosco na caminhada, juntos demos à luz 09 igrejas e uma média de mais de 300 líderes, que após um grande ataque de Leviatã, houve grande devastação, fomos tidos como opositores e muitos nos deixaram.

A ESPERANÇA

…Graças a Deus que sempre nos faz triunfar em Cristo Jesus. Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.

Tempos difíceis e trabalhosos pensávamos não resistir, pela cidade se ouvia que a Maranata fechou, porém a porta, quando a obra é de Deus, permanece aberta!

Começando tudo de novo, o Senhor nos dirigiu através de um sonho, mostrou um tempo em que um ônibus grande e prateado era usado como veículo para encaminhar o povo para uma saída em uma rodovia onde nos encontrávamos indo contramão, um varão vestido de roupas de linho nos tomava pelos braços e conduzia-nos a um galpão, e em pensamento falava conosco declarando-nos que Ele nos revelava um Mega Projeto, que era dEle para este tempo trazendo de volta a Visão Primitiva para sua Igreja. Ergueu minha blusa e colocou livros de estratégia de organização em meu coração, e disse que o meu relógio estaria em acordo com o dEle para que tudo se completasse e acontecesse. Me despediu e eu via que o povo que estava a pé na contramão, apedrejava nosso veículo que era todo marcado pelas pedradas sendo automaticamente restaurado sem deixar marcas.

VISÃO DE DEUS

Conhecemos a Visão Celular no Modelo dos 12 e a nossa história mudou. Aleluias!
Visão é a idéia criativa de Deus revelada ao homem para que ele a execute.
Células são pequenos grupos de pessoas reunidos em casas, tendo como objetivo evangelizar, comungar, firmar, relacionamento de família em Cristo e pastorear diretamente.
A visão tem como estratégia de conquista a escada do sucesso:

Ganhar – Consolidar – Discipular- Enviar